Alimentos para diminuir ansiedade

Alimentos para diminuir a Ansiedade e o Estresse.


Alimentos para diminuir ansiedadeAlimentos Anti-estresse

Como a vida é corrida é inevitável sentir os efeitos da pressão. No entanto, existem maneiras de amenizar esses sintomas. Que tal aliviar os efeitos da ansiedade e do estresse através da alimentação? Aqui vão alguns alimentos que vão ajudá-lo:

Alface

Substâncias encontradas principalmente no talo das folhas como a lactucina e lactupicrina, atuam como calmantes naturais.

Espinafre e Brócolis

Previnem a Depressão. Contém potássio e ácido fólico, importante para um bom funcionamento das células, assim como o magnésio, o fosfato e às vitaminas A e C e ao complexo B, que garantem o bom funcionamento do sistema nervoso.

Peixes e Frutos do Mar

Diminuem o cansaço e a ansiedade, pois contém zinco e selênio, que agem diretamente no cérebro. Cereais integrais e chocolate (com moderação) também são ótimas fontes de zinco. O selênio também pode ser encontrado em atum enlatado e na carne de peru.

Laranja

Promove o melhor funcionamento do sistema nervoso. É um ótimo relaxante muscular, ajuda a combater o estresse e prevenir a fadiga. A fruta é rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do complexo B. A ingestão de vitamina C inibe a liberação do cortisol, principal hormônio relacionado ao estresse do corpo.

Castanha do Pará

Melhora o sintomas de depressão, auxiliando na redução do estresse. Também é rica em selênio, um poderoso antioxidante. Uma unidade ao dia já fornece a quantia diária recomendada de 350mg.

Alimentos ricos em vitaminas do complexo B

Quando a ansiedade e o estresse está presente, o corpo utiliza a glicose desordenadamente, consumindo as proteínas do músculo como fonte de energia. O ideal então é ingerir alimentos ricos em carboidratos complexos e uma dose extra de proteína magra como: leite em pó, queijo minas, amêndoas e carne que contém vitamina B12, ovo, leite, banana, aveia, batata, ricos em vitamina B6.

Maracujá

Ao contrário do que diz a crença popular, a fruta não é calmante, mas sum suas folhas. As folhas contêm alcaloides e flavonoides, substâncias depressoras do sistema nervoso centrar (SNC), o conjunto do cérebro com a medula espinhal, responsável pela sensibilidade e pela consciência. Por isso elas atuam como analgésico e relaxantes musculares.


Sobre Rodrigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *