Glúten faz mal, engorda, saiba todos os malefícios à saúde
Glúten faz mal, engorda, saiba todos os malefícios à saúde

Glúten engorda, faz mal, saiba todos os malefícios à saúde

É comum observar nas embalagens dos alimentos a frase “não contém glúten”, alimentos como biscoitos, pães, bolachas, massas e bolos. Mesmo com a enorme freqüência de tal aviso aparecer, o glúten ainda tem presença em infinidade de mais produtos que são industrializados consumidos também.

Entender os cuidados para ingestão destes alimentos é essencial aos indivíduos que têm intolerância para a substância, a denominada doença celíaca, e para as pessoas que não possuem, pois o glúten gera determinadas alterações no corpo.

Glúten faz mal, engorda, saiba todos os malefícios à saúde

Definição de Glúten

Ele é simplesmente uma proteína de grande tamanho, composta pelas 2 proteínas menores denominadas glutenina e gliadina. Ele é percebido com o amido, nos cereais, sendo exemplo a cevada, trigo, triticale, malte e centeio.

Os alimentos todos com derivação destes grãos, como a cerveja e uísque, farinha de trigo, ainda têm essa substância na sua composição. Tal substância apresenta várias finalidades em produzir alimentos.

Você também pode gostar: Kefir de Água ou Leite, o que é, como fazer, benefícios a saúde, emagrece…

No processo de fermentar o pão, de exemplo, o glúten presente em farinha de trigo tem responsabilidade pelos gases permanecerem dentro da massa, induzindo o pão a aumentar em volume e não reduzir depois de esfriar. E como alguns vegetais e a carne, o glúten pode ter uso de fonte de proteínas ao organismo.

Na ocasião de ser cozido, passa a ter firme consistência, semelhante a da carne vermelha, e com possibilidade de servir sem qualquer mais ingrediente além dos temperos. Geralmente, no restaurante vegetariano, o cozido caldo de glúten é utilizado a conferir mais sabor para o prato.

Glúten Faz Mal?

O glúten não é prejudicial aos indivíduos que não têm a doença celíaca, já que as pessoas não doentes, estas não sofrem com reações químicas prejudiciais ao intestino. Existem determinados relatos dos indivíduos que percebem distensão abdominal com ingestão de quantidade enorme dos alimentos que são ricos no glúten, no entanto, tal sintoma não tem ligação particularmente com tal proteína.

O problema na ingestão dos alimentos que apresentam glúten não se encontra na proteína em si, porém, em mais características em relação a estes alimentos. Sendo muito energéticas as opções ricas no glúten.

Já que energia tem armazenamento no organismo como gordura, comer exageradamente tais alimentos pode ocasionar maior peso, e obesidade, e depois desenvolver enfermidades cardiovasculares crônicas. Aqueles não celíacos podem também apresentar reações com ingestão destes alimentos, no entanto, associadas com mais distúrbios.

Várias pessoas na realidade são alérgicas a trigo, porém, elas fazem associação de sintomas desta enfermidade, sendo exemplo a urticária, com ingerir glúten faz mal, nesse caso, o que é inteiramente errado.

Características da Doença Celíaca

O indivíduo diagnosticado tendo a doença celíaca é proibido de ingerir qualquer tipo de alimento que apresente essa substância. As pessoas com tal doença possuem reação anormal para consumo do glúten. O organismo termina a liberar substâncias, de exemplo a citosina, que vai danificar e atrofiar a parede do intestino delgado.

Se não existir controle da alimentação ou acompanhamento, tal enfermidade pode ocasionar a morte. O mais clássico sintoma desta enfermidade se caracteriza a diarréia crônica, gerada por inflamação percebida em intestino delgado, que passa a mostrar falhas em absorver nutrientes.

Você também pode gostar: Morosil queima gordura da barriga? 

E, os celíacos podem mostrar déficit em desenvolvimento, esterilidade, o atraso menstrual, recorrentes aftas, e as dificuldades ao tratamento de anemia, pois o intestino não é capaz da absorção do ferro. Não existe cura para esta enfermidade, no entanto, procurar o profissional médico que faça indicação de dieta sem glúten é o tratamento ideal.

Vale ressaltar que depois do surgimento destes sintomas, a pessoa não deve interromper o consumo dos alimentos que apresentem glúten por si. Tal atitude pode ser prejudicial ainda mais para o corpo. Apenas o profissional adequado, após realizar biópsia de intestino, é capaz de diagnosticar a doença e fazer indicação da adequada dieta.

É muito provável que o médico faça indicação de alimentos que podem ser utilizados de substitutos para glúten. As opções realizadas com fécula de batata, farinha de arroz, mandioca e milho correspondem a excelentes alternativas. Tais alimentos, assim como a centeia, trigo, aveia, se caracterizam ricos nas proteínas e fibras.

Quais São os Alimentos Sem Glúten

Na atualidade é possível encontrar vários produtos sem esse ingrediente em mercado, de exemplo as torradas, pães, barra de cereal, massa e até cerveja. Mesmo que a pessoa não sofra de qualquer sintoma, é interessante tentar eliminar o alimento do consumo, devido à inflamação no organismo e diminuição em absorver nutrientes que o mesmo causa.

Na alimentação sem glúten, não existe espaço para barriga, celulite, inchaço, indisposição ou enxaqueca. Vale experimentar e analisar os resultados. Exige esforços, porém, de forma geral, aqueles que adotam essa dieta nova não desejam mais largar.

Mas, nem sempre os alimentos sem glúten se caracterizam mais saudáveis. Os pesquisadores da Universidade de Houston, Estados Unidos, indicaram que adicionar as palavras mágicas em rótulos, como “orgânico”, “livre de glúten”, “antioxidante”, deixa o produto mais saudável do que o mesmo na realidade é, ao menos na mente do consumidor. E a condição de um alimento se resumir livre de glúten não quer dizer que seja menos calórico.

Check Also

Clorofila Líquida faz bem para saúde

Clorofila Líquida para que serve, benefícios, como tomar

Clorofila Líquida o que é, para que serve, como tomar corretamente, quais efeitos e benefícios a saúde, melhor marca, qual preço e onde comprar Clorofila Líquida barata?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *