Orlistat Emagrece, Como Tomar, Benefícios, Preço e Onde Comprar

Orlistat é um medicamento sem receita médica usado para ajudar as pessoas a emagrecer. Os estudos mostraram que orlistat pode ajudar as pessoas a perder mais peso do que a dieta apenas. O medicamento de emagrecimento destina-se aos adultos acima do peso, com idade de 18 anos ou mais, que também seguem uma dieta reduzida em calorias, e com pouca gordura.

Uma dose mais forte do mesmo ingrediente ativo no orlistat é disponível por prescrição e é vendida sob a marca Xenical. Xenical pode também ser recomendado após cirurgia de perda de peso para ajudar os pacientes a manter longe os quilos.

Funcionamento do Orlistat

Orlistat pertence a uma classe de medicamentos chamada inibidores de lipase. E bloqueia o intestino de absorver em torno de 25% da gordura que a pessoa consome. As gorduras que não são absorvidas deixam o corpo através dos movimentos intestinais.
Alguns dados sugerem que orlistat ajuda a reduzir a quantidade de um tipo perigoso particularmente da gordura da barriga, chamada gordura visceral, que tem sido associada com diabetes tipo 2, pressão alta, doenças cardíacas, e acidente vascular cerebral. Agindo como um Bom Emagrecedor.
Para as pessoas que estão com excesso de peso, e a dieta e exercício não funcionaram, conversar com o médico sobre um programa de controle de peso que envolva medicação. Mas ter em mente que ainda deve seguir um estilo de vida saudável que envolva exercício regular e comer saudável.
Para determinar se há sobrepeso, é possível calcular o índice de massa corporal, usando a própria informação de altura e peso. Um índice de massa corporal de 18.5 a 24.9 é considerado um peso saudável. O de 25 a 29.9 é considerado excesso de peso.

Como Ingerir Orlistat

Orlistat vem em forma de cápsula. É tomado via oral 3 vezes por dia, com uma refeição que contenha um pouco de gordura, ou até uma hora depois. Se for consumida uma refeição sem gordura, o médico pode dizer para pular a dose. Nunca tomar mais medicamento do que o recomendado.

É importante seguir uma dieta de baixo teor calórico e de gordura, enquanto tomando este remédio. Se comer muitos alimentos gordurosos, mesmo apenas uma refeição rica em gordura, a pessoa está mais provável a ter efeitos colaterais digestivos desconfortáveis.

Escolher cortes magros de carne e produtos lácteos com baixo teor de gordura. No geral, não mais do que 30% das calorias em cada refeição deve vir da gordura. A pessoa também vai precisar tomar um multivitamínico diário que contenha vitaminas A, D, E, K e beta caroteno enquanto neste medicamento.
As propriedades bloqueadoras da gordura do remédio também tornam mais difícil para o corpo absorver vitaminas solúveis em gordura. Não tomar vitaminas e orlistat ao mesmo tempo do dia. Em pesquisa feita online em agosto de 2017, o produto Orlistat, 120 mg, 60 cápsulas, apresentou preço promocional de R$ 65.50 (Oficial Farma).

Orlistat como tomar para emagrecer

Quando Não se Deve Tomar Orlistat

Sempre conversar com o médico sobre todos os medicamentos que estiver tomando. Orlistat pode interagir com certos remédios, afetando seus níveis, ou como eles funcionam no corpo, que poderia levar às conseqüências perigosas à vida.

Verificar com o médico se estiver tomando varfarina, medicamentos de diabetes ou de tiróide, ou outros remédios para perder peso. Em alguns casos, as dosagens podem precisar ser ajustadas.
Não usar orlistat se:

  • Teve um transplante de órgão. Orlistat é conhecido a interferir com medicamentos usados para prevenir rejeição de transplante.
  • Estiver tomando ciclosporina.
  • Não estiver acima do peso.
  • Estiver grávida ou amamentando.

Efeitos Colaterais de Orlistat

As fezes soltas e outras mudanças do movimento intestinal são os efeitos colaterais mais comuns de orlistat. Os sintomas geralmente ocorrem durante as primeiras semanas do tratamento e então desaparecem. No entanto, eles podem continuar.

Falar com o médico se tiver qualquer dos sintomas seguintes e eles se tornarem severos ou não desaparecerem:

  • Dificuldade em controlar movimentos intestinais
  • Fezes soltas, freqüentes
  • Fezes oleosas ou gordurosas
  • Manchas oleosas em roupa íntima
  • Dor de estômago ou do reto
  • Passagem de gás mais freqüente
  • Necessidade urgente do movimento intestinal
  • Ansiedade
  • Mudanças no ciclo menstrual
  • Dor de cabeça

Em relação aos efeitos colaterais de emergência do orlistat, procurar por ajuda urgente ou ao médico imediatamente se desenvolver quaisquer destes sintomas, a dificuldade em respirar, dificuldade em engolir, coceira, vermelhidão e irritação da pele, dor de estômago que é severa ou não desaparece.

Orlistat foi associado com lesão hepática grave em raros casos, embora tenha principalmente ocorrido naqueles tomando dose de força de prescrição, Xenical. Parar de tomar orlistat e chamar o médico imediatamente se desenvolver quaisquer destes sinais possíveis de dano no fígado:

  • Urina escura
  • Fadiga
  • Febre
  • Fezes de cor clara
  • Perda do apetite
  • Coceira severa, persistente
  • Fraqueza
  • Vômito
  • Amarelado da pele ou olhos

Antes de Ingerir Orlistat

Alguns remédios não são adequados para as pessoas com certas condições, e às vezes um remédio pode ser apenas usado se cuidado extra for tomado. Por estas razões, antes de começar a tomar orlistat é importante que o médico ou farmacêutico saiba:

  • Se estiver grávida, tentando ter um bebê ou amamentando.
  • Se tiver quaisquer problemas com a maneira que os rins funcionam.
  • Se tiver uma condição chamada síndrome de má absorção crônica, onde o alimento não é absorvido adequadamente.
  • Se tiver um problema com o fluxo de bile ao fígado, uma condição chamada colestase.
  • Se já teve uma reação alérgica a um medicamento.
  • Se estiver tomando quaisquer outros remédios. Isso inclui quaisquer remédios que estiver tomando que são disponíveis para comprar sem uma receita, como medicamentos à base de plantas e complementares.

Como Tomar Orlistat

  • Antes de começar o tratamento, ler a informação do fabricante dentro do pacote. Isso dará mais informação sobre orlistat e oferecerá uma lista cheia dos efeitos colaterais que pode vivenciar ao ingerir.
  • Usar orlistat exatamente como o médico ou farmacêutico disser.
  • A dose usual de orlistat é uma cápsula de 60 mg ou 120 mg tomada com cada uma das 3 principais refeições do dia. Engolir a cápsula com uma bebida de água, já que está prestes a comer a refeição ou logo depois. E pode ser tomado até uma hora depois da refeição. Não tomar mais de 3 doses por dia.
  • Orlistat apenas funciona quando há gorduras em que se consome, assim se for perdida uma refeição ou se comer uma refeição que seja livre de gordura, então não tomar uma dose de orlistat.
  • Se esquecer de tomar uma dose, não se preocupar, apenas tomar uma cápsula com a próxima refeição como de costume. Não tomar 2 doses juntas para compensar uma dose esquecida.

Obtendo o Máximo do Tratamento

Orlistat é apenas adequado se o índice de massa corporal é de 28 kg/m² ou maior. Este é calculado por dividir o peso em quilogramas pelo quadrado da própria altura em metros. Assim, por exemplo, se pesar 85 kg e tiver 1.7 metros de altura, o índice de massa corporal é de 29.

– Para perder peso, a melhor chance do sucesso a longo prazo é comer uma dieta bem equilibrada, e com controle de calorias que é de baixo teor de gordura e rica em frutas e vegetais. Se for capaz, deve também se exercitar regularmente.

– Se tiver comprado orlistat de uma farmácia, verificar o próprio peso regularmente, e se não tiver perdido peso após 3 meses, consultar o médico ou farmacêutico para mais orientação. A pessoa deve perder ao menos 5% do próprio peso dentro de 3 meses do começo com orlistat; se não, o tratamento deve ser interrompido. Não continuar a tomar orlistat por mais do que 6 meses sem ver um médico.

– Se foi prescrito com orlistat, o médico desejará rever o peso e tratamento regularmente para decidir se é ainda apropriado continuar a tomar orlistat. Deve-se perder ao menos 5% do próprio peso dentro de 3 meses do começo com orlistat; se não, o tratamento provavelmente é para ser interrompido. E pode também ser necessário fazer alguns exames de sangue durante o tratamento para verificar os lipídios no sangue. Se continuar a perder peso após 6 meses, o médico pode recomendar que continue a tomar orlistat por até um ano, ou possivelmente mais.

– A gordura que permanece não digerida da dieta pode causar mudanças no hábito intestinal, resultando em fezes soltas, e manchas oleosas a partir da passagem traseira. Reduzir a quantidade de gordura consumida nas refeições reduzirá a probabilidade destes efeitos colaterais inofensivos, mas desagradáveis.

– Orlistat pode interferir com absorção de vários remédios, incluindo possivelmente a pílula anticoncepcional. Se usar a pílula e tiver diarreia severa como efeito colateral de tomar orlistat, poderia reduzir a eficácia da contracepção. Se vivenciar diarreia, usar outro método de contracepção além da pílula, por exemplo, um preservativo.

– O orlistat pode também interferir com a absorção das vitaminas que são solúveis em gordura. Estas vitaminas são A, D, E e K. Se decidir tomar um suplemento multivitamínico, tomar quando não estiver também tomando orlistat. O melhor momento para tomar o suplemento seria na hora de dormir.

– Se tiver diabetes, é importante que converse com o médico antes de começar a tomar orlistat, já que pode afetar o controle da diabetes. Isso pode exigir monitoramento extra.
– Após parar de tomar orlistat, é possível engordar um pouco. Lembrar de continuar com a alimentação saudável e aumentar o nível de atividade física pode ajudar a prevenir isso.

Orlistat – Ajuda para o Emagrecimento

Orlistat é um remédio que pode ajudar a perder peso se estiver obeso ou com sobrepeso. E funciona por interferir com a maneira que a gordura é digerida, e ainda absorvida no corpo. Os médicos têm diretrizes sobre quando orlistat pode ser prescrito.

É possível também comprar orlistat das farmácias. Se ingerir orlistat, como pode interferir possivelmente com a absorção de algumas vitaminas, é dever tomar um suplemento multivitamínico na hora de dormir. Falar ao médico ou farmacêutico se tomar quaisquer outros remédios, já que orlistat pode interferir com absorção de alguns medicamentos.

Orlistat funciona por bloquear as substâncias químicas, enzimas, no intestino que digerem a gordura. Quase um terço da gordura consumida é bloqueada pelo orlistat. A gordura não digerida não é absorvida pelo corpo, e é liberada com as fezes. A dose normal é uma cápsula, de 120 mg, 3 vezes por dia, com cada refeição. No entanto, não é necessário tomar uma se não há gordura na refeição ou se pulou uma refeição.

Os estudos mostraram que na média, orlistat mais uma dieta de redução de peso e exercícios, causam emagrecimento maior do que uma dieta de redução de peso e exercícios apenas. Algumas pessoas perdem 10% ou mais de seu peso corporal dentro de 6 meses com a ajuda de orlistat. Em outros, é menos eficaz.

Uma razão explicando orlistat poder não funcionar é que a pessoa pode pensar que está liberada a relaxar na dieta de redução de peso, e que o orlistat vai fazer tudo. Isso não é verdade. Para perder peso, ainda tem que comer menos, e se exercitar regularmente.

Lembrar-se que orlistat previne apenas uma quantidade da gordura consumida de ser absorvida, apenas menos de um terço. Mas, se não manter uma dieta saudável de redução de peso, e comer mais gordura, a gordura extra consumida facilmente cancelará o efeito de orlistat.

O que São Inibidores da Lipase?

Para digerir o alimento, o sistema gastrointestinal produz um número de enzimas e hormônios para quebrar o alimento. Há enzimas específicas para cada componente do alimento. Assim, a lipase é uma enzima que especificamente atua sobre a digestão de gorduras.

Há várias lipases humanas que são diferenciadas com base em órgãos a secretando. A lipase pancreática é secretada pelo pâncreas. E quebra as gorduras alimentares em formas mais simples para que possa ser absorvido pelo corpo.

O intestino humano é capaz de completamente absorver de modo aproximado 95% da gordura ingerida. Dada a absorção eficiente da gordura alimentar, não é surpresa que a ingestão prolongada de dieta rica em gordura seja prontamente convertida em tecido adiposo.

Os inibidores da lipase, como o nome sugere, unem-se a esta enzima lipase pancreática e bloqueiam sua atividade. Desde que a gordura permanece não digerida, passa para fora do corpo como parte das fezes. Os inibidores de lipase bloqueiam todos os tipos de gordura e não qualquer tipo particular de gordura.

Orlistat é um derivado de um composto lipstatina que é isolada da bactéria Streptomyces toxytricini. O nome químico é tetrahidrolipstatina. É vendida como uma droga prescrita pelo nome Xenical, e como um medicamento sem receita com o nome de orlistat. E previne em torno de 30% da gordura dietética de ser absorvida. Uma dose de 120 mg, 3 vezes por dia, resulta em um déficit de 200 calorias.

Controle do Peso com Orlistat

Um estudo clínico de 4 anos, incluindo 3304 pacientes demonstrou que o emagrecimento médio após 4 anos, de 5.8 kg, foi maior do que o grupo tratado com placebo, de 3 kg. O estudo de meta-análise relatou que apenas uma pequena porcentagem do grupo tratado com orlistat vivenciou ganho de peso em 2 anos.

A combinação de orlistat com dieta de baixa energia demonstrou ganho novamente de peso significativamente reduzido em 3 anos. Um estudo de 4 anos foi conduzido para avaliar o efeito de orlistat sobre o controle do peso. Os indivíduos foram permitidos a tomar orlistat de forma voluntária.

Orlistat, apesar de uma ingestão ativa e não ativa, mostrou efeito de redução no corpo e 73% dos indivíduos mantiveram 10% ou mais de sua perda de peso. O tratamento com orlistat tem boas perspectivas de manter o peso perdido e prevenir o ganho novamente do peso.

Orlistat como Agente de Emagrecimento Primário em Diabetes

A evidência científica comprova que orlistat quando tomado como ajuda primária para perda de peso, mostra emagrecimento modesto em pacientes de diabetes tipo 2. O estudo Xendos, relatou que o risco de desenvolver diabetes foi 37.3% menor em pacientes tratados com orlistat.

A probabilidade de desenvolver diabetes foi encontrada a ser reduzida por 45% com a terapia orlistat mesmo em pacientes que tinham tolerância à glicose prejudicada. Outro ensaio clínico também confirmou este fato, por demonstrar que a incidência de diabetes foi de modo significativo reduzida em pacientes usando orlistat para manutenção do peso. Além de causar emagrecimento, orlistat previne diabetes induzida pela obesidade.

Benefícios do Orlistat para Pressão Alta e Colesterol

Uma meta-análise conduzida em 2003 mostrou uma diminuição significativa na pressão arterial e nos níveis de colesterol total após o tratamento com orlistat. Outra revisão de 28 ensaios clínicos relatou que o tratamento de 6 meses de orlistat gerou diminuição significativa no colesterol total.

A potência do orlistat em reduzir o colesterol está além do efeito que tem sobre a perda de peso. É provado a ser terapêutico em caso de hiperclosterolemia. O efeito de orlistat em reduzir o colesterol e pressão sanguínea é independente de seu efeito emagrecedor.

Destaques Sobre como Orlistat Interfere no Emagrecimento

Uso do orlistat e benefícios:

  • Orlistat gera em torno de 200 calorias de déficit diário
  • E previne ganhar peso novamente por até 3 a 4 anos
  • Reduz a incidência de diabetes como uma conseqüência da obesidade
  • Reduz o colesterol e pressão sanguínea
  • É tão eficaz quanto à dieta cetogênica de carboidrato muito baixo em termos de emagrecimento
  • É melhor do que sibutramina no combate à gordura abdominal

Inibidores da Lipase Alternativos da Natureza

Orlistat é o único inibidor de lipase que é disponível para uso clínico atualmente. Compostos semelhantes estão também sendo isolados de outros microorganismos. Curiosamente, a atividade de inibição de lipase está sendo investigada em muitos compostos de origem vegetal.

São alguns alimentos naturais que podem ajudar no emagrecimento por reduzir a absorção de gordura em muitas outras formas, as maçãs, chá, erva mate, ginseng, café, sálvia e alecrim, salácia reticulata.

As fontes naturais e de plantas também mostram atividade inibitória de lipase. Mas a maioria dos estudos confirmando essa característica são estudos em animais. No entanto, estas fontes naturais têm múltiplas formas de tratar obesidade. Consumir maçãs com casca ou tomar chá verde é um grande começo.

– Maçãs
Os extratos da casca de maçã têm atividade inibitória da lipase. Os estudos animais mostram que os ratos suplementados com polifenóis da maçã, antioxidante, foram protegidos contra a obesidade induzida por dieta.

O ensaio clínico foi conduzido onde os 6 voluntários homens saudáveis receberam uma dieta rica em gordura, junto com cápsulas de polifenol de maçã. O estudo demonstrou que maçãs impediram obesidade em humanos por inibir atividade de lipase pancreática. Assim, uma maçã por dia mantém o médico e a gordura longe.

– Chá verde
O chá verde é um dos remédios naturais famosos para emagrecer. Um ensaio clínico foi conduzido onde o extrato de chá verde rico em seu constituinte ativo, galato de epigalocatequina, foi dado para pessoas obesas. Após 3 meses de tratamento, uma diminuição de 4% no peso do corpo e circunferência foi vista. Os pesquisadores concluíram que esta perda de peso foi causada pela inibição das lipases pancreáticas e aceleração do metabolismo.

O chá de cacau, um chá descafeinado naturalmente, é consumido popularmente no sul da China. E melhora o perfil lipídico do sangue através da supressão da atividade de lipase pancreática. O chá preto também é rico em polifenóis que protegem contra a obesidade induzida pela dieta por inibir a absorção da gordura no intestino.

– Ginseng
O ginseng é uma das ervas populares conhecidas por estimular a imunidade, atividade cognitiva e desempenho físico. Um estudo em animais relata que saponinas presentes em panax ginseng exercem ação anti-obesidade por inibir lipase pancreática.

O ginseng branco coreano evita a obesidade ao influenciar os genes envolvidos no metabolismo da gordura e atrasar absorção das gorduras do intestino. O extrato de ginseng preto evita acumulação da gordura no tecido hepático e adiposo por evitar absorção de gorduras e promover sua excreção. E fortemente inibe a digestão da gordura.

– Café
Já se sabe muito sobre o café e suas propriedades em reduzir o peso. Seus importantes componentes incluem a cafeína, teobroma, e teofilina. Cada um destes componentes são provados a ter atividade inibidora da lipase. O extrato do grão de café verde descafeinado tem atividade inibitória da lipase potente.

– Sálvia e Alecrim
Sálvia e alecrim são ervas populares que simplesmente amplificam o sabor e nível nutricional do prato. O ácido carnósico, um composto encontrado nas duas ervas, é apontado a inibir a atividade da lipase e reduzir a absorção da gordura.

– Salacia Reticulata
É uma planta herbal nativa do Sri Lanka e usada no sistema de medicina indiana tradicional, Ayurveda. Um estudo em animais foi conduzido em que ratos alimentados com dieta rica em gordura receberam também extrato de água quente das raízes desta erva.

E foi observado que compostos deste extrato inibiram a atividade de muitas enzimas metabolizadoras da gordura, uma delas sendo lipase e aumentou a quebra das gorduras. Outro estudo detalhado sobre os benefícios desta erva nas doenças metabólicas e obesidade também relata que S. reticulata previne a deposição da gordura por inibir a atividade da lipase.

Sobre Rodrigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *