Adoçar os Alimentos – Vale Adoçar os Alimentos que consumimos?

Saiba porque não é tão vantajoso adoçar os alimentos que consumimos.

Adoçar os Alimentos pode não ser tão bom assim, seu corpo reage de várias formas, dependendo do tipo de substância ingerida. Nesse post você confere o que acontece ao ingerir adoçantes artificiais ou açúcar refinado.

Temos sensores do paladar doce na língua e no intestino. Logo, todo estímulo metabólico e hormonal para estimular o hormônio insulina se inicia na boca. Sempre que o paladar doce chega na boca, você manda uma informação para o seu cérebro no centro de prazer (sistema límbico), que gera um prazer momentâneo, na sequência chega açúcar ou adoçante no intestino e este sinaliza ao pâncreas para produzir insulina para carregar este açúcar para dentro da célula.

Vale a pena adoçar os alimentos

No caso do açúcar, todo excesso é armazenado como gordura, ou seja, você Engorda pois se tem acúmulo de gordura.

No caso de frutose (sucos, produtos industrializados e excesso de fruta), estimula o fígado a produzir gordura (ESTEATOSE HEPÁTICA).

No caso do adoçante, há estimulo a liberação da insulina, porém como não tem açúcar (glicose) a pessoa começa a ter uma sensação de FOME imensa, o que resulta em maior consumo alimentar, ganho de peso e desejo imenso por açúcar.

A partir dessas informações, vale ao menos tentar reduzir a dose de adoçante ou utilizar alguns menos nocivos como açúcar de coco e q estévia, um adoçante natural. Estudos em animais e humanos indicam que essa substância possui propriedades anti-hipertensivas e que poderiam reduzir a glicemia em pacientes com diabetes tipo 2.

Leia também: Alimentos para tirar a fome: Confira os 10 melhores alimentos

Outros benefícios da Estévia

  • Adoçante natural, sendo considerado o açúcar mais poderoso do mundo;
  • Contém poucas calorias;
  • Dificulta a absorção do açúcar durante o processo da digestão, sendo muito benéfico para os diabéticos e para as pessoas que desejam perder peso;
  • Inibe a formação da placa e da cárie dental;
  • Não é tóxica;
  • Não contém ingredientes artificiais;
  • Pode ser usada para cozinhar;
  • Além da sua capacidade adoçante, a stévia também possui muitas propriedades medicinais. O chá preparado a partir de suas folhas é indicado para os casos de diabetes, hiperatividade, pressão alta, indigestão, candidíase e obesidade. Ademais, é um ótimo tônico salutar para a pele e diminui a necessidade de tabaco, álcool e carboidratos.

Sobre Rodrigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *