Xylitol / Xilitol – O que é, ajuda a emagrecer, dosagem, efeitos e benefícios

Xylitol é adoçante dietético que se apresenta em pó, e à base do xilitol, da Essential Nutrition. O xilitol tem poder adoçante parecido com sacarose, que é o açúcar comum, sem contar ser substituto mais saudável para açúcar, já que os diabéticos o toleram bem, e tem várias aplicações clínicas.

Sobre a recomendação para consumo, há 8 kcal para cada porção de 3.3 gramas, o correspondente a uma colher de chá, e se equipara com poder adoçantes da quantidade de uma colher de chá do açúcar. A dica é adoçar bebidas e alimentos, com substituição do açúcar. Em pesquisa online feita em agosto de 2017, o produto Xylitol, 300 g, Essential Nutrition, apresentou preço de R$ 54.90 (Natue).

O xilitol é uma substância naturalmente presente, encontrada nas fibras de muitas frutas e vegetais, e pode ser produzida em pequenas quantidades pelo corpo. Enquanto pode ser obtida das moléculas de carboidrato, chamadas de polissacarídeos, nas paredes celulares de cascalho e abeto, arroz, aveia, trigo, e peles de algodão, a fonte principal de xilitol para uso comercial é com espigas de milho.

Uma vez extraído e processado, fica um pó branco e cristalino, que parece açúcar. E tem a mesma doçura como o açúcar e se tornou um adoçante popular na alimentação e produtos saudáveis. O xilitol é freqüentemente encontrado em chicletes e mentas e pode ser usado em lugar do açúcar em muitas cozinhas e é facilmente adicionado ao chá e café.

Xylitol – O que é, Para que Serve, Ajuda a Emagrecer, Efeitos e Benefícios

Informação Nutricional do Xylitol

Xilitol tem um baixo valor de índice glicêmico de 7, ou seja, tem pouco efeito sobre os níveis de açúcar no sangue e insulina. É, portanto, visto como uma alternativa útil para os diabéticos. E contém apenas 2.4 calorias por grama, e é lentamente absorvido. É parcialmente digerido pelo fígado e depois caminha ao trato intestinal, onde é quebrado ainda mais.

Um dos efeitos negativos do açúcar adicionado, e xarope de milho rico em frutose, é que pode aumentar o açúcar no sangue e níveis da insulina. Devido à alta quantidade de frutose, pode também levar à resistência para insulina e todos os tipos de problemas metabólicos quando consumido em excesso. O xilitol contém zero frutose e tem efeitos insignificantes sobre o açúcar no sangue e insulina.

Portanto, nenhum dos efeitos nocivos do açúcar se aplica ao xilitol. O índice glicêmico, uma medida da rapidez dos alimentos a aumentar o açúcar no sangue, é de apenas 7, comparado com açúcar regular, que tem um índice glicêmico de 60 a 70. E pode também ser considerado um adoçante amigável do emagrecimento, já que ele contém 40% menos calorias do que o açúcar.

Leia também: Morosil – para que serve, emagrece, bula, como tomar, preço e onde comprar

Para as pessoas com diabetes, pré-diabetes, obesidade ou mais problemas metabólicos, o xilitol se caracteriza alternativa excelente ao açúcar. Embora tenha que ser ainda estudado em humanos, os estudos de ratos mostraram que o xilitol pode ser responsável pela melhora dos sintomas de diabetes, diminuir a gordura da barriga e até prevenir o ganho de peso na dieta de engorda.

É possível considerar então que ao contrário do açúcar, o xilitol possui efeitos insignificantes em relação ao açúcar no sangue e níveis da insulina. E vários estudos com ratos mostraram benefícios impressionantes sobre a saúde metabólica.

Benefícios do Xilitol para Saúde

O Xylitol emagrece com seu baixo índice glicêmico de 7 é quebrado rapidamente, indicando que não causa pico de açúcar no sangue ou níveis de insulina e pode ser útil em reduzir a vontade por açúcar.

O Xylitol é visto a ter benefícios dentários significativos. Sabe-se que a dieta desempenha um papel importante na saúde dental e que muito açúcar causa cárie dentária e doença periodontal. Comer açúcar causa cárie dentária por criar uma condição altamente ácida na boca.

A acidez ataca os dentes, em relação ao esmalte, causando que se enfraqueçam e os deixando mais vulneráveis ao ataque da bactéria. Normalmente, a saliva lava a boca com uma solução alcalina que neutraliza toda a acidez, ajudando o processo da digestão.

Quando a saliva se torna ácida por causa do excesso de açúcar, as bactérias na boca têm uma exaltação de alimentação, comendo o esmalte. O xilitol pode ajudar a prevenir isso por aumentar o pH para um estado mais alcalino, inibindo o crescimento das bactérias que causam cáries.

Embora o consenso geral seja que o xilitol é bom para a saúde dental, alguns contrários afirmam que tem efeitos desfavoráveis sobre o trato digestivo, e seu rótulo “natural” seja enganador.

Durante o processo de extração, as substâncias químicas são adicionadas para produzir xilitol e houve relatórios anedóticos de que tenha um efeito laxante leve, causando desconforto digestivo.

O xilitol pode ser melhor para a saúde dentária comparado com o consumo de quantidades grandes de açúcar, no entanto, é ainda um adoçante e como com outras alternativas do açúcar, o excesso não é recomendado. A melhor maneira de controlar as cáries dentárias e desejo por açúcar é evitar exagerar no açúcar e visar uma dieta balanceada.

Efeitos Colaterais e Dosagem do Xylitol

O xilitol é geralmente bem tolerado, mas algumas pessoas têm efeitos colaterais digestivos quando consomem muito. Os alcoóis do açúcar podem atrair a água no intestino ou ficar fermentado pelas bactérias intestinais. Isso pode levar ao gás, inchaço e diarréia. No entanto, o corpo parece se ajustar muito bem ao xilitol.

Se aumentar a ingestão vagarosamente e for dado ao corpo o tempo para se ajustar, então as chances são que não serão vivenciados quaisquer efeitos colaterais. Se não houver certeza sobre a possibilidade de tolerar os alcoóis do açúcar, então considerar estar próximo ao banheiro na primeira vez que consumir uma quantidade significativa.

Dito isso, o consumo a longo prazo do xilitol parece ser completamente seguro. Em um estudo, os indivíduos consumiram uma média de 1.5 kg de xilitol por mês, com uma ingestão diária máxima de mais de 400 gramas sem quaisquer efeitos negativos.

As pessoas usam os alcoóis do açúcar para adoçar todo tipo de alimento, café, chá, e várias receitas. É possível substituir o açúcar com xilitol em uma proporção um por um. Se a pessoa tiver síndrome do intestino irritável ou uma intolerância a Fodmaps, então ter cuidado extra com os alcoóis do açúcar e considerar os evitar completamente.

Sobre Rodrigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *